Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2012

Na Actual n.º 1970 da edição do Expresso deste fim-de-semana (31 de Julho 2010) num artigo interessante sobre a colonização Portuguesa em Africa com a entrevista a René Pélissier concluia do seguinte modo:
O que é, para si, um bom livro?
Se um livro me traz coisas novas, considero-o bom; se me traz muitas coisas novas, é excelente[…]”
Esta é uma ideia com a qual me identifico. Sempre tendi a pensar que não vale a pena um livro, a escrita de um livro, se não houver algo para ser dito. Sempre achei que é preciso uma maturidade elevada para escrever um livro… é claro, um bom livro!

Ora o que me aconteceu é que eu encontrei este fim-de-semana um livro excelente no sentido de Pélissier…

Há nas 178 páginas de texto deste livro (16 páginas de imagens) de não ficção mais, mais história, desenvolvimento de meandros políticos e revelações que em muitas bibliotecas inteiras.

Para quem pense que sabe qualquer coisa sobre templários, hospitalários, religião, cruzadas, relíquias, intrigas políticas, a inquisição e o plano de Filipe IV, o Belo, para ficar com os bens da Ordem do templo… Ah, e sobre o santo sudário e análise tridimensional computadorizada… bem este é um livro a ler.

A autora sabe de onde vem e para onde vai, sabe que há todo um conjunto de hipótese que se vão abrindo ao longo do caminho mas deixa sempre esse caminho para deixar tudo nas mãos das fontes actualmente disponíveis. E é verdadeiramente fantástica a quantidade de fontes e conhecimento que existem para eventos que aconteceram à cerca de 1000 anos, relativas a artefactos de coisas que aconteceram há 2000 anos.

PS – este artigo estava em fase de rascunho. Já passou tanto tempo e não me lembro de como o queria acabar. Mas hoje achei que o poderia publicar como está

Anúncios

Read Full Post »