Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Maio, 2010

Não sei bem porque me apeteceu pegar em livros de Paul Arden, creio que gostei dos títulos e, depois, das capas.
Peguei então numa cópia de Whatever You Think, Think The Opposite e noutra de It’s Not How Good You Are, It’s How Good You Want to Be e lancei-me na Leitura.
Pareceram-me essencialmente livros artsy que dizem coisas positivas com as quais, em regra, é fácil concordar e onde o design tem um papel importante.
A cada página (ou par de páginas) o autor tentou ser relevante e ter uma ideia de ilustração ou design interessante. Parece que aqui e além foi a ideia da ilustração ou design que originou o texto. Não vejo nisso grande mal. Mas obviamente é dificil um autor manter-se no seu melhor, e ser relevante em todas as páginas.

Gostei mais de Whatever you think talvez porque assume um risco maior e porque em grande parte do que é dito mostra-se ilógico e, estranhamente, compreensível. Por exemplo gostei de: The world is what you think of it. So think of it differently and your life will change.
Em It’s not how good you are é mais evidente o background profissional (publicidade/criativo) do autor. Evidenciado por exemplo na página 88 em get out of advertising. Existem ainda apontamentos que me dizem muito como: give away everything you know and more will come back to you ou a citação de samuel Backett “Fail, fail again. Fail better” que me parece digna do llivro Whatever You Think, Think The Opposite .
Estes livros são um pouco dificeis de classificar… talvez se possam classificar como objectos “pop” e eventualmente até um pouco pretenciosos. Mas, para o melhor ou para o pior, eu gostei de os ler.

Read Full Post »